Quais são os custos da empresa que não investe em Ergonomia?

Compartilhe com os amigos

Muitas estatísticas da empresa não são levantadas, por isso não há percepção sobre custos exorbitantes em saúde do trabalhador.

Para que se faça uma boa Gestão em Ergonomia na sua empresa é necessário trabalho em conjunto entre: Saúde Ocupacional, Segurança do Trabalho, Recursos Humanos e Gerência Industrial.

6 Levantamentos importantes para identificar os prejuízos por não investir em ergonomia:

1- Quais são os motivos de procura ambulatorial, quais setores, quais funções e quais estão relacionados à questões traumato-ortopédicas e emocionais);

2- Quantos atestados médicos foram apresentados, quais setores, quais funções, motivo e quantos dias foram perdidos;

3- Quantos colaboradores se encontram em afastamento por doenças relacionadas ao trabalho, em quais setores, quais funções, motivo;

4- Quantos colaboradores encontram-se em situação de recolocação profissional, quais setores, quais funções, motivo, qual é a restrição médica;

5- Atualmente qual o percentual de retrabalho e qual a relação com ergonomia;

6- Quantos processos judiciais a empresa está enfrentando nos últimos 2 anos – Quais setores, quais funções, motivo, quanto já gastou em assistência técnica jurídica e quais os valores dos processos judiciais perdidos.

Perceba que estes são dados iniciais e que devem ser controlados mensalmente através do Programa de Ergonomia na empresa para redução de custos, aumento da produtividade e atuação no Gerenciamento de Riscos Ocupacionais.

Facebook Comments

Compartilhe com os amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *